Depressão dá direito ao auxílio-doença e até aposentadoria

Depressão dá direito ao auxílio-doença e até aposentadoria

A depressão é uma doença que vem atingindo cada vez mais pessoas, no entanto, pouca gente sabe, mas pessoas que estão sofrendo com a doença e estão inclusive sem conseguir trabalhar podem pleitear direitos ao INSS.

Dentre esses direitos que pessoas com depressão podem pleitear junto ao INSS temos o auxílio-doença e em casos mais graves até mesmo a aposentadoria por invalidez.

Imagem por @shisuka / freepik

A depressão é um assunto sério e deve ser levada a sério por quem procura essas informações, nesse sentido, hoje ajudaremos você a conseguir se afastar do trabalho pelo INSS devido a esta triste doença.

Doenças psiquiátricas que afasta pelo INSS

Apesar do tema do texto de hoje aprofundar sobre a concessão dos benefícios do INSS para quem sofre com depressão, é importante lembrar que outras doenças psiquiátricas também podem garantir o direito aos benefícios, como:

  1. Episódios depressivos;
  2. Outros transtornos ansiosos;
  3. Transtorno depressivo recorrente;
  4. Transtorno afetivo bipolar;
  5. Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de múltiplas drogas e ao uso de outras substâncias psicoativas;
  6. “Reações ao estresse grave e transtornos de adaptação”;

Tenho depressão, como saber se posso receber algum benefício do INSS?

É importante lembrar que para pedir algum benefício do INSS é necessário se enquadrar nos requisitos necessários do benefício.

No caso da depressão, o segurado poderá pleitear o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez, mas antes disso, será preciso se enquadrar nos seguintes critérios:

Auxílio-doença

  • Ter uma carência mínima de 12 meses.
  • Estar contribuindo para o INSS quando a doença incapacita você.
  • Estar temporariamente incapaz para trabalhar.
    • A incapacidade deve ser devidamente comprovada através de um laudo médico pericial.

Aposentadoria por invalidez

  • Ter uma carência mínima de 12 meses.
  • Estar contribuindo para o INSS quando a doença incapacita você.
  • Estar recebendo benefício previdenciário (exceto Auxílio-Acidente).
  • Estar incapaz totalmente e permanente para trabalhar.
    • A incapacidade deve ser devidamente comprovada através de um laudo médico pericial.

Como comprovar a depressão para o INSS?

O trabalhador com depressão poderá realizar a comprovação através de laudos e exames médicos que comprovem a doença e a condição que o mesmo se encontra.

É importante deixar claro que a documentação é fundamental, não leve um ou outro documento, leve absolutamente todos os documentos que possui, inclusive receitas médicas e lembre-se de levar esses documentos sempre atualizados.

Como a depressão está deixando você incapaz de trabalhar, você passará por uma análise feita por um médico psicólogo e psiquiatra que descreve o grau da doença e aprovará ou não a liberação do benefício.

Sendo assim, de forma alguma esqueça de apresentar os seguintes documentos:

  • Laudo do psiquiatra com o CID e período do afastamento descrito;
  • Atestado do psicólogo;
  • Guias de todos os medicamentos que está tomando para combater a doença.

Como solicitar os benefícios do INSS?

Os trabalhadores podem solicitar os benefícios do INSS de forma totalmente online, onde será marcado uma perícia médica para comprovar se você terá ou não direito ao benefício, essa solicitação pode ser feita da seguinte maneira:

  • Acesse ao site Meu INSS ou baixe o aplicativo de celular também chamado Meu INSS na sua loja de aplicativos;
  • Faça login com sua conta gov.br ou crie uma senha caso não tenha acesso;
  • Clique na opção “Agendar Perícia” e depois em “Perícia Inicial”;
  • Informe todos os documentos que já tiver, confirme e avance;
  • Preencha os dados de contato e anexe os documentos clicando no “+”;
  • Avance até finalizar o pedido.

Fonte: Jornal Contábil .

Recommended Posts